Massagem Terapêutica

A massagem terapêutica procura obter um benefício terapêutico em função do problema apresentado. Pode ser relaxante (raramente), mas o objectivo final das sessões não é o relaxamento. Os objectivos terapêuticos são planeados entre terapeuta e paciente como parte de uma estratégia de tratamento.

Em alguns casos, a massagem terapêutica é recomendada por um profissional de saúde e pode ser realizada como parte de um plano de tratamentos maior. Por exemplo, alguém que faça fisioterapia por causa de uma lesão pode fazer massagem terapêutica regular para soltar a musculatura, melhorar o tónus muscular e aumentar a sua flexibilidade. Da mesma forma a massagem terapêutica pode ser usada para suplementar outros tratamentos.

De Reabilitação

Os tratamentos das patologias do sistema muscular esquelético que podem ser tratadas por meio de manipulação directa, necessitam de uma abordagem directa sobre a zona afectada. Exemplos desse tipo de patologias seriam uma lesão muscular, tendinosa ou ligamentar recolhida no decorrer de uma queda ou acidente, ou ainda por excesso ou mau uso de uma estrutura de forma continuada. Por esse motivo os tratamentos não estão sujeitos ao mesmo formato das massagens de manutenção. Os tratamentos tem a duração necessária à execução das técnicas, e estratégia previstas para esse tratamento.

Algumas das técnicas utilizadas na nossa massagem de reabilitação:

De Manutenção

Os tratamentos de manutenção são todos aqueles onde não existe uma queixa específica ou uma patologia para reabilitar. Estes tratamentos não incidem sobre nenhuma estrutura em particular e por isso tem um carácter mais genérico sendo a massagem executada sobre as estruturas do conforme a limitação de tempo. O terapeuta não procura tratar especificamente uma condição mas sim fazer um trabalho de aquecimento, libertação miofascial, ganhar espaço e recuperar elasticidade muscular e movimento.

Algumas das técnicas utilizadas na nossa massagem de manutenção:

Perguntas Frequentes

Depende. À excepção da massagem terapêutica Tailandesa as sessões são feitas com o cliente na sua roupa interior. Nesse caso o que trás vestido não é relevante. No caso da massagem Tailandesa é aconselhável trazer roupa leve e larga. Umas calças de fato de treino e uma t-shirt costumam ser o indicado. Se não tiver oportunidade de trazer consigo vestuário, nós facultamos pijamas próprios de algodão branco.

Algumas das técnicas de massagem são mais eficazes com as zonas a trabalhar expostas porque são usados óleos, bálsamos e fricção. A privacidade do paciente no entanto está sempre assegurada já que o terapeuta irá ausentar-se da sala para se despir. Depois de se deitar na marquesa por baixo do lençol o terapeuta volta a entrar. Somente as áreas que estão a ser trabalhadas em determinado momento ficam descobertas, as partes íntimas nunca podem estar expostas. No final da massagem voltará a estar sozinho para voltar a vestir-se.

Não vamos mentir. A massagem de reabilitação é mimo-terapia.
Uma massagem genérica de manutenção onde os sistemas e estruturas estão saudáveis pode manifesta um tipo de dor que normalmente as pessoas identificam como uma “dor que sabe bem”.
Já um tratamento cujo objectivo seja a recuperação da função muscular e amplitude de movimentos implica técnicas e abordagens mais incisivas. Nessas circunstancias a massagem irá produzir desconforto e alguma dor que será obviamente negociada com o paciente.
Se é verdade que nem toda a dor é terapêutica, também é certo que alguma terapia provoca dor.

Os tratamento de manutenção tendem a ser genéricos e por isso tem uma relação fixa de preço/hora. Uma hora é o tempo mínimo para abordar a maioria dos grupos musculares. Os tratamentos de recuperação que existem para abordar um problema instalado, não tem uma duração fixa já que dependem muito dos protocolos terapêuticos de massagem e da tolerância do paciente à repetição das sequências. Habitualmente os tratamentos variam dos 25 aos 35 minutos

É uma questão que só pode ser avaliada caso-a-caso em função da etiologia do problema e da sua evolução.