Cupping

(ventosas)

A Ventosaterapia (ou Cupping) é uma das ferramentas existentes no cesto da Medicina Tradicional Chinesa. Tornou-se mais conhecida no ocidente desde os últimos jogos olímpicos quando atletas como o nadador Mike Phelps apareceu diversas vezes com as marcas características desta terapia. Apesar de de estar na moda, ela remonta às antigas culturas egípcia, chinesa e do médio oriente. Um dos livros médicos mais antigos do mundo, o Ebers Papyrus, descreve como os antigos egípcios usaram a terapia das ventosas em 1.550 a.C.

Funciona através da sucção produzida em copos próprios de vidro ou bambu que são encostados à pele na zona ou zonas a tratar. Este processo produz uma equimose na pele que desaparece ao fim de alguns dias. A sucção faz uma chamada de sangue à zona, desaloja toxinas e trabalha adesões na fascia muscular e tecidos tendinosos.

Esta terapia é eficaz no tratamento e alívio da dor associada à dificuldade de movimentos, tal como acontece quando existe tensão muscular, dores de cabeça, dificuldade de movimento articular e muscular, tendinoses, entre outros processos patológicos.