O que é a massagem Tailandesa?

Massagem tailandesa, yoga Tailandês ou terapia Thai são nomes frequentemente usados no ocidente para se referir a uma modalidade de massagem tradicional, que é nativa da Tailândia. É conhecida no país de sua origem como Boran Nuat Phaen (massagem tradicional) ou thai Nuat (massagem Tailandesa).
Embora a sua origem não possa ser apontada com precisão, sabe-se que ela nasceu a partir de um conjunto de influências de culturas pré-existentes (Khmer e Mon) no território hoje conhecido como Tailândia, de um grupo étnico que viajou para esse território vindo do sul da China e da costa do Vietname e finalmente da influência da cultura médica chinesa e Indiana que precedeu a Medicina Chinesa e o a medicina ayurveda tal como as conhecemos hoje e que viajaram para o sudeste Asiático ao colo do Budismo e do Hinduísmo.

Ela faz parte de um corpo de conhecimento médico composto por cinco ramos e que no seu conjunto compõe a Medicina Tradicional tailandesa (MTT).
Ela surge enquadrada no ramo das terapias físicas e partilha esse espaço com algumas outras modalidades como a acupressão Tailandesa, TokSen, Compressas herbais, Nuat-Karsai, Gaan-Krôot, etc.

Externamente falando a massagem Tailandesa incorpora uma combinação de acupressão (pressão com os dedos) e alongamentos que fazem lembrar as posturas do Yoga. Ela difere ainda de outras formas ocidentais de massagem uma vez que não se usa óleo. O terapeuta usa um colchão no chão (em vez de uma mesa de massagem), e o cliente permanece completamente vestido durante toda a sessão.

Do ponto de vista da formação teórica ela é radicalmente diferente, já que um praticante instruído executa a massagem Tailandesa de acordo com as teorias que a fazem Tailandesa. A teoria dos elementos Thai e a teorias das Sensib são dois exemplos que alicerçam a prática do massagista e que conduzem as suas decisões durante uma sessão.

Da perspetiva da anatomia e fisiologia a medicina Tailandesa vê o corpo como sendo constituído pelos elementos da Terra e Água, pelas linhas Sen e pontos de acupressão, pelas as 32 parte constituintes, os Kwan, os portões de vento etc, e que o que anima o corpo são os elementos fogo e vento.
Esta visão e abordagem são o que tornam a massagem Tailandesa e não o facto de ser praticada no chão com roupas vestidas, com técnicas que consistem essencialmente em alongamentos passivos extensos, pressão em determinadas linhas e compressão.
No entanto, é preciso notar que este tipo de formação não está disponível para a maioria das pessoas por várias razões que se prendem com a cultura e história Tailandesas.
O que a maioria dos praticantes ocidentais aprendem são técnicas de massagem Tailandesa desprovidas da teoria. Este tipo de massagem começou a ganhar relevância com o crescimento da indústria do Turismo e com a massagem de rua. Tem a sua validade e contexto, mas não é a mesma coisa.

As técnicas de massagem Tailandesa são muito eficazes no tratamento de patologias do sistema muscular e esquelético que podem ser abordadas a partir de uma terapia física.

Uma sessão de massagem Tailandesa traz benefícios a praticamente todos os sistemas (muscular, digestivo, respiratório, circulatório e nervoso) travando o avanço do stress e ansiedade, promovendo a sensação de vigor físico e tranquilidade.

Partilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Marque uma consulta

Faça a sua pré-marcação através do formulário abaixo. Entraremos em contacto consigo para confirmar a data.

Contactos

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de utilização deste website. Veja aqui a nossa Política de Privacidade.